21 de agosto de 2019

Antes de um longo e tenebroso verão

É, talvez o verão dure para sempre. Ao invés, porém, de ser aquela estação aguardada, que nos faz pensar em férias, praias, gente bronzeada e cerveja gelada, o eterno verão pode se tornar o prelúdio […]
28 de abril de 2019

Dançando em um mundo pior

Alguém já disse que os índios são os caras que podem nos ensinar a viver melhor em um mundo pior. Gente que já enfrentou de tudo, nesses últimos 519 anos e possivelmente antes também. Povos […]
17 de abril de 2019

Respiração: inspiração para a resistência

Bloqueada, eu continuo. Tem sido difícil organizar a raiva, sistematizar a indignação e estruturar a resistência. São tantas as iniciativas absurdas, é tanta desconstrução que nos perdemos na nossa própria perplexidade. O que fazer? Não […]
10 de abril de 2019

Pequena história de um bloqueio

– Virou o ano, já faz tempo… você não tinha feito uma promessa de postar um texto no seu blog todas as semanas? – Pois é… – Então, estamos em abril… Quantos textos você postou? […]
30 de novembro de 2018

Sem ternura?

Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás. Muita gente da minha geração conviveu com essa frase atribuída a Ernesto Che Guevara. Ela estava em camisetas e cartazes, por toda parte. E, apesar de […]
14 de setembro de 2018

A paciência da raiva

O Ártico? Totalmente relacionado com a Mata Atlântica. Vale do Ribeira? Quase Nunavut… Inuit? Irmãos de alma dos Quilombolas… Fiquei convencida disso ao ver um documentário na Mostra Projeta: Filmes do Quebec, intitulado “A raiva […]
1 de junho de 2018

As cantinas do meio do mundo

Meu encanto pelas cantinas pode ser dividido em três grandes fases. A primeira remonta a minha infância profunda, quando eu tinha uns 3 ou 4 anos e frequentava o jardim da infância da minha quadra. […]
7 de maio de 2018

A expansão da maternidade como estratégia para mudar o mundo

Digam o que quiserem, mas não há dúvidas que a maternidade é uma experiência que coloca a mulher em xeque e faz com que ela pense e repense sobre tudo e qualquer coisa. Muitas perguntas, […]
7 de fevereiro de 2018

Dizem que você é o que você come… então quem é você?

Já foi o tempo, onde se podia comer inocentemente. Talvez, pensando bem, esse tempo nem tenha existido… Mas de qualquer forma, a inocência, se esteve um dia presente, foi sendo perdida aos poucos… Começou, possivelmente, […]

Sobre quem aqui escreve


E u, Nurit Bensusan, sou uma ex-humana.

Diante dos descalabros da nossa espécie, desisti de ser humana e agora quero me tornar uma libélula, mas continuar bióloga e seguir escrevendo, criando jogos e inventando moda.

Sobre esse Planeta Bárbaro


E sse planeta é bárbaro, ninguém duvida... Bárbaro porque é lindo, bárbaro porque é injusto. Bárbaro porque abriga as mais diversas e incríveis formas de vida, bárbaro porque uma espécie se julga dona do planeta e acha que tem o direito de destruir todas as outras. Bárbaro porque aqui vive uma espécie capaz das coisas mais sensacionais, como a música e a tecnologia; bárbaro porque essa mesma espécie é capaz das maiores crueldades e de uma infinita violência.

Biotrix é um coletivo de ideias que pairam em torno da biodiversidade.

Seu site desvela o que está por trás dessa agenda: as relações que existem entre a biodiversidade e nossa vida cotidiana, o que não rola mas devia rolar e o mosaico de ideias que conecta a biodiversidade às nossas escolhas.

Jogos